Arquivos do Blog

Chinesa de 2 anos é atropelada por Van – e ignorada por pedestres

Notícia via O Buteco da Net
Reflexão de Abner Phillip

Uma cena, ocorrida na última semana, na Província de Guangdong, China, deixou todo o mundo estarrecido. Uma garota de 2 anos foi atropelada por duas vans e, acreditem, dezoito pessoas – você não leu errado – dezoito pessoas passaram pelo local com total e absurda indiferença.

As imagens da câmera de segurança foram entregues à polícia, que já identificou os motoristas e os transeuntes.

Após a pequena Yue Yue ser atropelada pela primeira van, algumas pessoas que passaram pela rua trataram a cena com assustadora indiferença. Minutos depois, um segundo carro também passa por cima da menina.

Depois de longos sete minutos, um catador de lixo a socorre. Ele tirou a menina do meio da rua e gritou por socorro, chamando a atenção da mãe.

Conforme fui assistindo a cada segundo de vídeo, pude sentir um pouco do que Deus sentiu ao ver Cristo sendo castigado e crucificado com tanta crueldade. Senti uma vontade imensa de abraçar forte meu filho, um pouco mais velho que Yue Yue, e ter em meus braços meu bebê que ainda nem nasceu. Me compadeci pelo sofrimento daqueles pais que perderam sua filha.

Lembrei novamente do sentimento de Deus e por um instante pequei, pensando no porque dele não ter agido naquele momento. Logo me arrependi de meus pensamentos maus e concluí que, assim como eu e os pais da criança, Deus estava imensamente triste, pois há milhares de anos tem falado constantemente ao coração da humanidade, que por sua vez, prefere ouvir a voz do mal ou mesmo de seu próprio eu.

O que mais me impressiona é que todas aquelas pessoas que passaram como fariseus ao lado do samaritano, inclusive os motoristas causadores da morte de Yue Yue são amados incondicionalmente pelo Eterno, que perdoa. Cristo morreu por todos e a salvação está para eles também.

Concluí então que, se eu quiser ser verdadeiramente um Cristão, preciso me aperfeiçoar muito, tornar-me mais parecido com Cristo, pois ao contrário de Deus, não consegui sentir nada além de nojo e desprezo por aquelas pessoas. Que a misericórdia dEle seja sobre mim também, pois sei que agindo assim acabo me tornando igual àqueles que condeno.

Soli Deo Gloria

%d blogueiros gostam disto: