Sete características das igrejas que cometem abuso espiritual

Recebi por e-mail e gostaria de compartilhar. Qualquer semelhança com uma instituição milenar ou com algumas “neo”, não é mera coincidência.

1 – Distorção da Escritura: para defender os abusos usam de doutrinas do tipo “cobertura espiritual”, distorcem o sentido bíblico da autoridade e submissão, etc. Encontram justificativas para qualquer coisa. Estes grupos geralmente são fundamentalistas e superficiais em seu conhecimento bíblico. O que o líder ensina é aceito sem muito questionamento e nem é verificado nas Escrituras se as coisas são mesmo assim, ao contrario do bom exemplo dos bereanos que examinavam tudo o que Paulo lhes dizia.

2 – Liderança autocrática: discordar do líder é discordar de Deus. É pregado que devemos obedecer ao ditador, digo discipulador, mesmo que este esteja errado. Um dos “bispos” de uma igreja diz que se jogaria na frente de um trem caso o “apóstolo” ordenasse, pois Deus faria um milagre para salvá-lo ou a hora dele tinha chegado. A hierarquia é em forma de pirâmide (às vezes citam o salmo 133 como base), e geralmente bastante rígida. Em muitos casos não é permitido chamar alguém com cargo importante pelo nome, (seria uma desonra) mas sim pelo cargo que ocupa, como por exemplo “pastor Fulano”, “bispo X”, “apostolo Y”, etc. Alguns afirmam crer em “teocracia” e se inspiram nos líderes do Antigo Testamento. Dizem que democracia é do demônio, até no nome.

3 – Isolacionismo: o grupo possui um sentimento de superioridade. Acredita que possui a melhor revelação de Deus, a melhor visão, a melhor estratégia. A relação com outros ministérios se dá com o objetivo de divulgar a marca (nome da denominação), para levar avivamento para os outros ou para arranjar publico para eventos. O relacionamento com outros ministérios é desencorajado quando não proibido. Em alguns grupos no louvor são tocadas apenas músicas do próprio ministério.

4 – Elitismo espiritual: é passada a idéia de que quanto maior o nível que uma pessoa se encontra na hierarquia da denominação, mais esta pessoa é espiritual, tem maior intimidade com Deus, conhece mais a Bíblia, e até que possui mais poder espiritual (unção). Isso leva à busca por cargos. Quem está em maior nível pode mandar em quem está abaixo. Em algumas igrejas o número de discípulos ou de células é indicativo de espiritualidade. Em algumas igrejas existem camisetas para diferenciar aqueles que são discípulos do pastor. Quanto maior o serviço demonstrado à denominação, ou quanto maior a bajulação, mais rápida é a subida na hierarquia.

5 – Controle da vida: quando os líderes, especialmente em grupos com discipulado, se metem em áreas particulares da vida das pessoas. Controlam com quem podem namorar, se podem ou não ir para a praia, se devem ou não se mudar, roupas que podem vestir, etc. É controlada inclusive a presença nos cultos. Faltar em algum evento por motivos profissionais ou familiares é um pecado grave.

6 – Rejeição de discordâncias: não existe espaço para o debate teológico. A interpretação seguida é a dos lideres. É praticamente a doutrina da infalibilidade papal. Qualquer critica é sinônimo de rebeldia, insubmissão, etc. Este é considerado um dos pecados mais graves. Outros pecados morais não recebem tal tratamento. Quem pensa diferente é convidado a se retirar. As denominações publicam as posições oficiais, que são consideradas, obviamente, as mais fiéis ao original. Os dogmas são sagrados.

7 – Saída traumática: quem se desliga de um grupo destes geralmente sofre com acusações de rebeldia, de falta de visão, egoísmo, preguiça, comodismo, etc. Os que permanecem no grupo são instruídos a evitar influências dos rebeldes, que são desmoralizados. Os desligamentos são tratados como uma limpeza que Deus fez, para provar quem é fiel ao sistema. Não compreendem como alguém pode decidir se desligar de algo que consideram ser visão de Deus. Assim, se desligar de um grupo destes é equivalente a se rebelar contra o chamado de Deus. Muitas vezes relacionamentos são cortados e até famílias são prejudicadas apenas pelo fato de alguém não querer mais fazer parte do mesmo grupo ditatorial.

E aí, existe alguma característica que não foi abordada? Seja razoável e comente!

Soli Deo Gloria

Anúncios

Sobre Abner Phillip

Servo de Deus, marido, pai, designer, publicitário, blogueiro, músico e gerente de e-commerce nas horas vagas. Inconformado com o mundo, revoltado com o rumo que tem tomado a Igreja evangélica.

Publicado em 03/10/2011, em Apologética, Espiritual e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. muitas igrejas atualmente abusam de seus membros pregando que devem aceitar tudo o que lhes é proposto
    mas a grande realidade e verdade que muitos com seus olhos cegos não conseguem ver
    é que estamos na igreja não para adorar nosso pastores e lideres mas sim para render louvor ao nosso Deus e Senhor.
    Mas ainda sim não devemos deixar de honrar nossos pastores como autoridade sobre nós
    pois ainda existem lideres que ensinam ás suas ovelhas o que realmente diz a palavra de Deus
    como diz no livro do apocalipse, as cartas escritas para as sete igrejas, foram destinadas ao anjo de cada igreja, e esses anjos são os pastores que são autoridade sobre nós
    ovelhas.
    convido a todos que ao ler esse artigo, que peguem suas biblias e estudem os livros que Paulo escreveu, lá encontraram o lugar que cada um deve se colocar de acordo com sua autoridade estabelecida por Deus. Porque se formos para a igreja somente para julgar o que achamos certo ou errado, estamos servindo a nós mesmos e estaremos sendo o maior dos pecadores.
    É por esse motivo que existem muitos crentes que ficam “de galho em galho” porque não procuram agradar e adorar ao senhor, mas procuram um lugar onde possam fazer e dizer
    o que querem sem que ninguem os repreenda.
    Vemos igrejas mornas hoje, porque os liderem com medo dessas pessoas, pregam a palavra de acordo com o que o povo quer ouvir e não de acordo com o que o POVO TEM QUE OUVIR.
    dizem que a verdade dói e nas igrejas que realmente buscam ao senhor não é diferente
    a verdade é pregada e quando se mexe na ferida muitos se escandalizam e formam suas criticas, pois nao querem deixar a vida de pecado e voltar realmente seu coração ao senhor

    A partir de tudo isso vemos pessoas revoltadas por não aguentarem a verdade e a palavra revelada do senhor, são verdadeiros cegos que sem exergar a luz pregam que as trevas são boas.

    poderiamos mudar a frase “rasgando a palavra para conhecer o verbo” para:

    Com o verbo que é Deus em nossos corações, vivamos e levemos a palavra ao cativo”

    eii SEJA RAZOÁVEL e mude de vida.

    obg.

  2. Olá, Rafael! Obrigado pelo comentário, mas não entendi algumas de suas colocações.
    Você quer dizer que não podemos questionar as lideranças eclesiáticas nem o comportamento como igreja mesmo quando percebemos que estão errados? Mas não foi isso que o próprio Jesus fez? Devemos aceitar tudo o que for empurrado sem selecionarmos o que é bom? Não foi isso que o apóstolo Paulo ensinou.

    Outro detalhe importante é que as igrejas hoje estão mornas, sim, porque os líderes pregam o que o povo quer ouvir com medo de esvaziá-las quando se fala de céu e inferno, pecado e salvação. Hoje o mais comum é falar de prosperidade, cura, fim dos problemas e isso enche igreja.

    Não consigo enxergar revolta em textos como esse, mas sim DISCERNIMENTO, uma palavra pouco conhecida hoje pela grande massa evangélica que é manipulada por falsos profetas e nada vivem do verdadeiro evangelho.

    Não me julgue mal, e saiba que já mudei de vida e gostaria que todos os leitores mudassem também, pois, orientado pelo Espírito Santo de Deus, tenho percebido o quão falsa é a religião vivida por pessoas que não vêem além do que um cara de gravata pregando libertação, quando se fala de cristianismo.

    Deus te abençoe e me perdoe se interpretei mal sua explanação.

  3. Matéria sensacional! Triste mas verdade pura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: