Eu fui ao inferno e falei com o diabo

Quando eu era criança, uma igreja dessas “neo” se mudou para a rua que moro e levou como atração um ex-traficante carioca que tinha ido ao inferno após ter sido “assassinado” pela polícia. Aquilo se espalhou pelo bairro e no sábado todos estavam lá para ver um senhor, cego pelos tiros que o acertaram na cabeça, narrar com muita empolgação sua saga dantesca.

Porém o que todos não perceberam é que toda aquela experiência não foi nada além de um sonho, um alerta de Deus para que ele se arrependesse de seus pecados. Basta uma breve leitura da Bíblia e, Lucas 16, para compreendermos melhor. Renato Vargens escreveu um texto ótimo sobre o assunto. Seja razoável e analise, com base nas escrituras:

Virou mania entre alguns evangélicos a afirmação de que foram arrebatados ao inferno, falaram com o capeta, bem como tiveram revelações extraordinárias sobre o sofrimento eterno.

Pois é, lamentavelmente esse tipo de coisa se tornou comum em nossos arraiais, até porque um número cada vez maior de pessoas advogam a causa de que tiveram experiências espirituais que lhes asseguram novos conceitos sobre a morada do cão.

O pior é que quando refutamos essas aberrações teológicas sempre aparece um engraçadinho dizendo: Vocês não acreditam no poder Deus, tem muita coisa nova sendo revelada pelo Espírito Santo, coisas essas que a Bíblia não diz!

Para piorar a situação os profetas de GEZUIZ colocaram no mesmo patamar as Escrituras Sagradas e suas experiências misticas esquizofrênicas. Há pouco, em resposta a um post onde afirmava a discordância bíblica sobre a ordenação feminina ao ministério pastoral, um louco me escreveu dizendo: “- O Apóstolo Paulo errou ao escrever sobre isso, a visão dele infelizmente estava equivocada.”

 

Caro leitor, lamentavemente parte dos evangélicos relativizaram as Escrituras, mesmo porque, para estes as experiências e “revelações” do crente sobrepõem em muito a Palavra de Deus.

Prezado amigo, falta-me palavras diante de tanta ignorância. Confesso que me preocupa o fato em saber que crentes em Jesus preferem acreditar em  fábulas a Palavra de Deus. Inevitávelmente isto me faz lembrar da  2ª carta de  Paulo a Timóteo que diz:  “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (2 Tim:4.3,4)

O reformador João Calvino costumava dizer que o verdadeiro conhecimento de Deus está na Bíblia, e de que ela é o escudo que nos protege do erro. Em tempos difíceis como o nosso, precisamos regressar à Palavra de Deus, fazendo dela nossa única regra de fé, prática e comportamento. Além do mais, afirmo  sem titubeios afirmo que os ensinos dos profetas do inferno são  anti-biblicos e devem ser rejeitados por todo aquele que ama a Deus e sua Palavra.

Isto posto, faço minhas as palavras do  reformador alemão Martinho Lutero:  “Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir.”

Soli Deo Gloria.

Anúncios

Sobre Abner Phillip

Servo de Deus, marido, pai, designer, publicitário, blogueiro, músico e gerente de e-commerce nas horas vagas. Inconformado com o mundo, revoltado com o rumo que tem tomado a Igreja evangélica.

Publicado em 29/09/2011, em Espiritual e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: