Arquivo mensal: janeiro 2011

Tolerância religiosa ou ecumenismo?

Texto de Johnny T. Bernardo
O ecumenismo é a palavra de ordem em nossos dias. Devemos esquecer as diferenças que nos separam e nos unir em uma grande congregação universal. Assim não há mais judeu, protestante, católico, muçulmano, budista ou espírita; todos são “iguais” e adoram o “mesmo” Deus. Até mesmo aquela que dizia ser a “única e verdadeira Igreja de Cristo”, agora deseja comungar com outras confissões de fé. Essa “revelação” passou a fazer parte da pauta da Igreja a partir do Concilio Vaticano II, quando os católicos foram instruídos a dialogar com outras religiões. A partir daí sucederam-se diversas reuniões ecumênicas no Vaticano e em diversas partes do mundo. Pousaram para fotos figuras não menos como Billy Graham, Dalai Lama, chefes da Igreja Ortodoxa russa e lideres da CMI (Conselho Mundial de Igrejas). Leia o resto deste post

Pare de falar mal dos líderes, o que importa é que eles estão ganhando almas para Cristo.

Texto de Renato Vargens

Volta e meia alguém me escreve ou comenta no meu blog que eu não devo me preocupar em denunciar os ensinos dos falsos profetas, e que o mais importante é que eles estão ganhando almas para Cristo.

Caro leitor, vamos combinar uma coisa? A Bíblia está cheia de textos que nos advertem sobre o surgimento de falsos profetas bem como da multiplicação de falsas doutrinas. Jesus mesmo disse: “Acautelai-vos dos falsos profetas” (Mt 7.15). “Levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos… operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos” (Mt24.11,24). Cristo avisa claramente sobre um movimento de falsos sinais e maravilhas nos últimos dias, promovido pelos falsos profetas. Paulo compara esses falsos profetas a Janes e Jambres, que se opuseram a Moisés e Arão (2 Tm 3.8) com sinais e maravilhas operados pelo poder de Satanás. Pedro advertiu que assim como houve falsos profetas no tempo do Antigo Testamento, “assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão dissimuladamente heresias destruidoras…” (2 Pe 2.1). O apóstolo João declarou que já em seus dias “muitos falsos profetas têm saído pelo mundo” (1 Jo 4.1). Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: