Terno não salva ninguém

É curioso ver como as pessoas se arrumam para irem aos cultos em suas igrejas. Mas apesar dos estilos, que variam bastante, posso dizer que todos se parecem. Ninguém poderia distinguir um do outro somente levando em conta alguma característica exterior.

Principalmente olhando de cima do púlpito, o que se vê é um grande rebanho, buscando a Deus e aparentemente o servindo, todos desejando apartar-se do mal e se apegar em Jesus Cristo. Seria difícil detectar alguma ou outra intenção ou motivação, pois, aparentemente, todos têm os mesmos interesses, os mesmos hábitos e até usam a mesma linguagem.

Com exceção daqueles que são “visitantes”, que ainda trazem a “aparência do mal”. Esses quando se convertem, abandonam vícios, práticas profanas e pecaminosas. Mas também abandonam a individualidade por conta da unidade que muitas vezes contribui apenas para uma mudança exterior. E assim, por dentro continuam podres como um sepulcro caiado.

Isso porque muitas vezes são criados padrões os quais são mais observados que a própria conversão do indivíduo. Algumas igrejas são taxativas. Preocupam-se  o quão estão curtas as saias das irmãs, mas esquecem de como a língua delas é comprida.

Estabelecemos esses padrões baseados em nossas preferências e características culturais e justificamos dizendo: “Não é por mim, mas temos que nos preocupar com o escândalo aos não-crentes” ou “Crente deve ser diferente, não andar conforme a moda ditada pelo mundo” Papo furado! Atitudes assim só mostram o quanto somos mesquinhos e queremos que o outros sigam conforme achamos que devem. Como cristãos temos que nos preocupar em ser o sal da terra  e a luz do mundo, e não um exército de zumbis patéticos, vestidos com panos de chão e armados com uma Bíblia sem uso. Onde está a essência da palavra? Cadê a ousadia, a atitude que Cristo demonstrou, não se preocupando com os legalistas, mas sim com a vontade do Pai.

Mas existe um versículo bíblico que diz que o homem olha a aparência, mas Deus vê o coração (1Sm 16:7).

Acho esse versículo maravilhoso, pois ele nos permite ser modernos e diferentes. Porém o mais importante e que muitas vezes nos esquecemos é o real efeito que ele deveria exercer sobre as nossas vidas. Ou seja, não enxergamos o outro lado da moeda, a seriedade desta verdade: DEUS VÊ O CORAÇÃO!

Em Gênesis 4:7, a Bíblia nos mostra que Caim e Abel apresentaram ofertas ao Senhor. Porém Deus aceitou a oferta de Abel, mas rejeitou a de Caim. Eles eram irmãos e, como tal, tinham uma certa semelhança exterior. Por que, então, Deus haveria de aceitar a oferta de um e rejeitar a do outro?

A resposta desta pergunta é: porque o interior deles era totalmente diferente! Pois Abel vivia perto de Deus e mantinha um modo de vida que agradava a Deus, enquanto Caim procedia mal. Ele andava segundo seus próprios caminhos, era presunçoso e optou pelo mal. Eles eram irmãos, os dois conheciam a Palavra de Deus, mas a diferença foi que um escolheu segui-la e o outro não. E diante do altar, um foi recebido o outro não.

Nós temos a Bíblia, a igreja, o púlpito. Podemos todos andarmos de terno e vestidos longos, mas um dia nossas obras se tornarão conhecidas e seremos julgados por elas: “E quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então se assentará no trono da sua glória, e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros como o pastor aparta os bodes das ovelhas”. (MT. 25:31-32  )

Nesse dia, muitos se enforcarão com o nó de suas gravatas ou terão seus pescoços esmagados pelo serpentear da língua pois se esqueceram de enfeitar o coração com Jesus Cristo.

Na Paz

Abner Phillip

Anúncios

Sobre Abner Phillip

Servo de Deus, marido, pai, designer, publicitário, blogueiro, músico e gerente de e-commerce nas horas vagas. Inconformado com o mundo, revoltado com o rumo que tem tomado a Igreja evangélica.

Publicado em 11/08/2010, em Cultura, Espiritual, Polêmica. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: