Bem vindo ao Razoável – Idolatria Evangélica

Bem-vindo ao RAZOÁVEL.

Cansado de ser enganado por falsos líderes na TV, internet e até na própria Igreja, resolvi pesquisar e buscar a “Verdadeira Verdade” do Cristianismo. Ser evangélico hoje virou moda e, para os autênticos, motivo de vergonha, devido lugar de destaque na LAMA em que foi colocado este título. Nosso objetivo é escancarar a falsidade da religião mundana para dar o lugar merecido às verdades da palavra de Deus. Lutaremos até o fim para levar as pessoas ao caminho verdadeiro para a salvação: Jesus Cristo.

Este Blog contem textos próprios ou extraídos de Blogs parceiros, cuja influência nos motivou a fazê-lo.

Aproveite, comente, contribua com sua opinião!

Para começar, um texto que eu vi aqui.

Evangélicos são, muitas vezes, idolatras… eu diria até arcólatras, oleólatras, fitólatras, gedozólatras, salólatras, corredorólatras, campanhólatras e até bibliólatras. Muitas igrejas não admitem o uso da imagem do crucifixo que é um ícone da nova aliança, mas usam e abusam de qualquer réplica mal feita da arca, que é ícone da antiga aliança. Isso sem contar com a devoção que o povo evangélico, não raras vezes, emprega à arca; enfrentam filas para tocá-la e o fazem muitas vezes chorando e confiando que ao simples toque serão abençoados. Que diferença tem isso da devoção empregada no santuário de Aparecida? Na verdade, a maioria dos crentes apenas mudou de idolatria (se é que a imagem dos santos constitui idolatria).

Os santos são ícones do cristianismo; são exemplos a serem seguidos; gente que andou com Cristo e viveu Sua cruz e ressurreição, portanto, apontam para Cristo. Mas quem são os ídolos evangélicos? Arca, castiçal de sete velas (sem velas! rsrs), óleo ungido (e você não vê católicos com vidrinho de óleo lambuzando tudo o que possui), lencinho, fitinha, toalhinha, sal e rosa ungidos e por aí vai. Acaso alguma dessas coisas pode ser ícone perfeito de Cristo? Apontam para Cristo? Seguiram Cristo? Viveram a morte e ressurreição de Cristo? NÃO. Alguns são ícones da velha aliança, outros apontam somente para a avareza de seus líderes sem escrúpulo. Logo, a cultura invangélica (assim mesmo, pois de evangélica não tem nada) está mais impregnada de idolatria do que aquela que os invangélicos acusam e condenam.

Todavia não se pode negar a desvirtuação da iconologia católica, que contraria as Escrituras e o próprio catecismo católico e a Igreja Católica Apostólica Romana simplesmente fecha os olhos para isso.

Santos são ícones, não mediadores. A idolatria evangélica nem para ícone serve.

Anúncios

Sobre Abner Phillip

Servo de Deus, marido, pai, designer, publicitário, blogueiro, músico e gerente de e-commerce nas horas vagas. Inconformado com o mundo, revoltado com o rumo que tem tomado a Igreja evangélica.

Publicado em 29/07/2010, em Cultura. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: