Arquivo mensal: julho 2010

Rá-tim-bum e lendas “internéticas”. A verdade sobre as comemorações Cristãs

Ano passado recebi um e-mail diversas vezes. Logo percebi que era mais uma dessas correntes ridículas que circulam pela internet. Nele dizia que quando cantamos o “Parabéns pra você” estamos amaldiçoando o aniversariante, pois o termo “Rá-tim-bum” é uma espécie de conjuração cabalística que traz toda sorte de desgraças ao pobre coitado do cara que está ficando mais velho.

Para fúria da minha amiga que me mandou o e-mail, e com a intenção de provocar incômodo na galera lá da IBG, eu elaborei uma resposta que explica sobre a lenda e mais, ainda expus todas as práticas pagãs herdadas lá dos “irmãos” romanos que praticamos sem nem ter ideia de sua origem.

Seja razoável e confira o texto se tiver coragem:

A própria comemoração do aniversário é de origem pagã. Não se sabe ao certo quando teve inicio, mas na Bíblia, as duas únicas vezes que são mencionadas festas de aniversário, acabam em morte. A primeira, do rei Belsazar, (Daniel 5) onde uma mão aparece e escreve a profecia de Ezequiel condenando-o por profanar o templo. A segunda, no Novo Testamento (Mateus 14), contando sobre a festa de aniversário de Herodes, que resultou na morte de João Batista, ou seja, o povo de Deus não comemorava aniversário. Leia o resto deste post

Anúncios

Jesus, o maior guitarrista de todos os tempos!

Um amigo me disse certa vez, entusiasmado, que um guitarrista de um famoso ministério de louvor havia declarado que antes sua inspiração musicalvinha de músicos como Jimi Hendrix e Steve Vai, mas que isso estava errado, hoje ele entende que sua única inspiração é Jesus!!

– Que legal – pensei – não sabia que Jesus tocava guitarra.

Estou certo, como já disse, que nossa maior inspiração vem do Criador, e nosso poder criativo existe porque Ele nos criou a sua imagem e semelhança, é um dos atributos que nos difere dos animais irracionais junto a capacidade de raciocínio.

Porem não há como imaginar que os cristãos sejam detentores da verdade sobre todos os assuntos da vida, a confusão entre conhecer a Verdade, que é Cristo – e ainda assim conforme Lhe agradou fazer-se conhecido – e conhecer a verdade sobre todas as coisas é absurda.

Deveria ser obvio que conhecer a Cristo não faz de nós conhecedores sobre todos os assuntos sobre todas as áreas da vida.

Por exemplo, ao servir a Cristo você não passa a saber tudo sobre a teoria da relatividade, isso acontece porque você estuda, você também não se torna um médico por começar a servir a Jesus. Leia o resto deste post

10 verdades que pregamos sobre 10 mentiras que praticamos

Atualmente temos acompanhado um retrocesso da vivência e prática cristãs. Algumas das verdades cristãs têm sido negadas na prática. Como diz Caio Fábio, muitos de nós somos “crentes teóricos, entretanto, ateus práticos”.

Segue-se uma pequena lista dos top 10 das verdades que pregamos (na teoria) acerca das mentiras que vivemos (na prática):

I – “SÓ JESUS SALVA” é o que dizemos crer.

Mas o que ouvimos dizer é que só é salvo, salvo mesmo, quem é freqüente à igreja, quem dá o dízimo direitinho, quem toma a santa ceia, quem ganha almas para Jesus, quem fala língua estranha, quem tem unção, quem tem poder, quem é batizado, quem se livrou de todo vício, quem está com a vida no altar (seja lá o que isso signifique), quem fez o Encontro, etc e etc. Resumindo: em nosso conceito de salvação, só é salvo aquele que não ME escandaliza.

II – “DIANTE DE DEUS, TODOS OS PECADOS SÃO IGUAIS” é o que dizemos crer.

Mas, diante da igreja, o único pecado é fazer sexo fora do casamento. Quando um irmão é pego em adultério, é comum ouvirmos o comentário: “O irmão fulano caiu…”. Ou seja, adultério é visto como uma “queda”. Mas a fofoca que leva a notícia do adultério de ouvido a ouvido é permitida (embora, na Bíblia haja mais referências ao mexeriqueiro do que ao adúltero). Estar com o nome ‘sujo’ no SPC é permitido, embora a Bíblia condene o endividamento. Ser glutão é permitido, a ‘panelinha’ é permitida, sonegar imposto de renda é permitido (embora seja mentira e roubo), comprar produto pirata é permitido (embora seja crime) construir igreja em terreno público é permitido (embora seja invasão). Leia o resto deste post

Bem vindo ao Razoável – Idolatria Evangélica

Bem-vindo ao RAZOÁVEL.

Cansado de ser enganado por falsos líderes na TV, internet e até na própria Igreja, resolvi pesquisar e buscar a “Verdadeira Verdade” do Cristianismo. Ser evangélico hoje virou moda e, para os autênticos, motivo de vergonha, devido lugar de destaque na LAMA em que foi colocado este título. Nosso objetivo é escancarar a falsidade da religião mundana para dar o lugar merecido às verdades da palavra de Deus. Lutaremos até o fim para levar as pessoas ao caminho verdadeiro para a salvação: Jesus Cristo.

Este Blog contem textos próprios ou extraídos de Blogs parceiros, cuja influência nos motivou a fazê-lo.

Aproveite, comente, contribua com sua opinião!

Para começar, um texto que eu vi aqui.

Evangélicos são, muitas vezes, idolatras… eu diria até arcólatras, oleólatras, fitólatras, gedozólatras, salólatras, corredorólatras, campanhólatras e até bibliólatras. Muitas igrejas não admitem o uso da imagem do crucifixo que é um ícone da nova aliança, mas usam e abusam de qualquer réplica mal feita da arca, que é ícone da antiga aliança. Isso sem contar com a devoção que o povo evangélico, não raras vezes, emprega à arca; enfrentam filas para tocá-la e o fazem muitas vezes chorando e confiando que ao simples toque serão abençoados. Que diferença tem isso da devoção empregada no santuário de Aparecida? Na verdade, a maioria dos crentes apenas mudou de idolatria (se é que a imagem dos santos constitui idolatria). Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: